História da Black Friday no Brasil e no mundo

Para conseguir atender ao menos a grande maioria dos clientes, muitas lojas, inclusive, antecipam seus horários de atendimento em até quatro horas

historia da black friday no brasil e no mundo

Tradicionalmente realizada nos Estados Unidos às sextas-feiras, após ao feriado de Ação de Graças, a Black Friday começou no País na década de 1980. Desde então, é comum que consumidores acampem em frente às lojas de departamento, com filas intermináveis, em busca dos descontos de até 90% em produtos eletroeletrônicos e outros itens.

Para conseguir atender ao menos a grande maioria dos clientes, muitas lojas, inclusive, antecipam seus horários de atendimento em até quatro horas. O linguista norte-americano Benjamin Zimmer, editor-executivo do site Vocabulary.com explica que o termo foi dado inicialmente em plena crise da Bolsa de 1929, para apontar a calamidade no comércio.

Revertida para uma das maiores datas do comércio nos Estados Unidos, a Black Friday antecipa as compras de Natal. Com o avanço da Internet e lojas de e-commerce, a data agregou também as lojas virtuais, nos anos 1990.

Black Friday no Brasil

A primeira Black Friday Brasil aconteceu em 2010, com a participação de 50 lojas virtuais. Na ocasião, R$ 3 milhões foram movimentados em compras. Com força maior na região sudeste do País, a data também caiu no gosto do brasileiro para antecipar as compras do Natal e aproveitar descontos de até 80%.

Segundo o índice ClearSale, que avalia o aumento do consumo em lojas virtuais e movimentação do comércio, já em 2011 R$ 100 milhões foram gastos por consumidores. Em progressão pela busca de mais produtos e descontos, em 2012, todo o Brasil comprou R$ 217 milhões.

Eletroeletrônicos costumam ser os produtos mais procurados na Black Friday. Mas o brasileiro é inventivo e apresentou aos consumidores novos produtos: viagens, massagens, restaurantes, entretenimentos como cinema e teatro, oferecendo descontos de até 80% em seus produtos e serviços.

O dobro em vendas

De acordo com o ClearSale, em 2013, consumidores gastaram R$ 424 milhões em compras somente no período de Black Friday, o dobro do ano anterior. A criatividade brasileira deu mais um brinde a quem queria descontos: por aqui, virou comum criarem fins de semana Black Friday em diversos sites de e-commerce e lojas físicas.

A estimativa do dobro de consumo ganhou força: em 2014 os brasileiros gastaram R$ 872 milhões e, em 2015, a estupenda marca de R$ 1,5 bilhão, 76% a mais do que no ano anterior. O estudo apontou ainda que, deste montante, a categoria de eletrodomésticos movimentou R$ 370,85 milhões, seguidos por celulares, com R$ 327,89 milhões e eletrônicos com R$ 240,15 milhões. A maior movimentação em compras aconteceu na região Sudeste do Brasil. Foram R$ 970 milhões gastos em produtos diversos.

Regulamentação e controle

Em 2014 também começaram as fiscalizações e regulamentações para os produtos oferecidos. Tudo porque, nos anos anteriores, alguns consumidores reclamaram de divergências de preços em descontos que não eram reais. Alguns sites foram acusados de subir ao preço um pouco antes para praticar um desconto irreal na data.

Assim, diante das reclamações anteriores, o Procon-SP e outras entidades se uniram para que o consumidor não fosse lesado. Atualmente é possível conferir os preços praticados mesmo antes da data. Outras reclamações como entrega atrasada, falta do produto ou mesmo produtos com defeito, também passaram a ser fiscalizadas.

Para comprar durante a Black Friday Brasil, algumas ações são recomendadas:

Preços

Antes da data verifique os preços de alguns produtos que você estiver interessado.

Verifique o produto

Veja a descrição exata do modelo do produto que pretende adquirir antes de fechar a compra.

Fotografar as imagens das ofertas

Tire um print ou salve a tela da oferta pesquisada antes da Black Friday para garantir que não haverá nada errado na data de sua compra.

Política de entrega

Verifique qual o prazo de entrega que o site oferece. O mesmo vale para as lojas físicas. Afinal, somente este ano, serão mais de 300 lojas envolvidas em promoções de Black Friday no Brasil.

Preparado para a Black Friday Brasil?

Ter uma estrutura de vendas competente não é suficiente para enfrentar o aumento da demanda por produtos durante a Black Friday Brasil. É preciso saber como preparar o seu site para receber as solicitações de compra. Afinal, não é legal deixar alguém na mão, não é mesmo? Além disso, impressões negativas como produto em falta, diferença de preços e demora para acessar ao site, fazem com que os consumidores deixem a compra de lado.

Para isso, procure a Embratel e expanda o quanto precisar o serviço de Cloud (Computação em Nuvem), garantindo escalabilidade de acessos, redundância e segurança das aplicações.

Gostou deste artigo? Comente!


Comente o que achou