Marca própria ou franquia: no que investir?

Se você pensa em investir em um novo negócio veja qual modelo de empresa se encaixa no seu perfil

marca-propria-ou-franquia

Muitos empreendedores enfrentam um dilema para escolher entre abrir sua própria empresa ou ser um franqueado. Para tentar ajudar e responder algumas dúvidas sobre o assunto, separamos cinco principais diferenças entre abrir um negócio independente ou comprar uma franquia.

Comprar uma empresa de pequeno porte é um passo importante na carreira de um empreendedor. Primeiramente, entre as decisões que quem está pensando em abrir seu próprio negócio precisa tomar está diretamente relacionada com o tipo deste negócio: franquia ou próprio?

Sabemos que os compradores podem  ter sucesso tanto com as empresas independentes como com as franquias. No entanto, existem diferenças importantes que precisam ser consideradas para determinar qual o tipo de negócio é o melhor para seus objetivos pessoais e empresariais. Alguns empresários prosperam como donos de empresas independentes, enquanto outros são mais propensos a prosperar como donos de franquia.

Na realidade, não há respostas fáceis para o negócio independente contra o dilema franquia. Em vez disso, você terá que avaliar cuidadosamente os fatores que diferenciam as duas abordagens, investir tempo, estudar o mercado no qual deseja investir e conhecer casos de sucesso. Veja os pontos principais para se levar em conta antes de encarar um novo negócio:

Propriedade Modelo

Do ponto de vista da propriedade, uma franquia é muito diferente de uma pequena empresa típica. Ao contrário de empresários independentes, donos de franquia não têm a liberdade de mudar seus produtos ou serviços com base em seus desejos pessoais ou condições de mercado.

Via de regra, o franqueador é quem toma as decisões sobre as linhas de produtos e outras variáveis do negócio. Mas, por outro lado, os empresários independentes não têm a segurança de saber que linhas de produtos, ofertas de serviços e outras decisões que já foram testadas e otimizadas para o mercado.

Em outras palavras, embora os proprietários das franquias sacrifiquem a independência na tomada de decisões, eles podem contar com a segurança e estabilidade advindas do fato de pertencer a uma organização muito maior, com um histórico sólido.

Custo

Os donos de empresas independentes estão suscetíveis a ter custos de investimento mais elevados para comprar e operar o seu negócio, mas eles também têm mais controle sobre as decisões de investimento e tempo dos mesmos. Por exemplo, se o dinheiro está curto, os empresários independentes podem retardar alguns planos. Eles também podem optar por reduzir o escopo dos projetos que pretendem implantar.

os franqueados normalmente têm menores custos de investimento total, especialmente iniciais, porém precisam cumprir as obrigações previstas pela franqueadora. Por exemplo, além de uma taxa de franquia inicial, os compradores de franquia são obrigados a pagar royalties em uma base contínua. Quando se trata de renovações e outros investimentos, o franqueador muitas vezes tem o direito de ditar o calendário.

Reconhecimento da Marca

Na maioria dos casos, os compradores de franquia têm uma vantagem sobre os empresários independentes quando se trata de reconhecimento da marca. A menos que o vendedor de um negócio independente tenha cultivado de forma proativa a marca, é improvável que se obtenha os mesmos resultados de reconhecimento de marca de uma franquia.

Todavia os franqueados devem ter em mente que o reconhecimento de uma marca pode ter seu lado negativo. Se o franqueador ou outro franqueado faz algo que resulta em publicidade negativa, todos os franqueados da marca sofrem, risco este, com o qual os empresários independentes não têm que se preocupar.

Recursos Operacionais

Empresas de franquias tendem a ser populares entre os compradores que não têm experiência no negócio ou indústria. Certamente, os empresários experientes também compram franquias, mas elas tendem a ser a escolha daqueles que se aventuram pela primeira vez, pois as franqueadoras fornecem o acesso a um sistema de negócios, a um suporte corporativo, a uma rede de fornecedores,  entre outros serviços.

Os donos de empresas independentes, por outro lado, normalmente têm que trilhar este caminho sozinhos. Em troca, no entanto, eles têm acesso completo ao controle da empresa. Por outro lado, embora o empresário independente mantenha o controle total sobre sua empresa, ele não tem acesso ao suporte que os franqueadores proporcionam aos franqueados em ferramentas como marketing, operações, gestão da cadeia de suprimentos, recursos humanos e outros departamentos.

Taxa de Sucesso

Variações nas taxas de sucesso de franquias e pequenas empresas independentes são discutíveis. Não há provas conclusivas de que qualquer abordagem melhora ou reduz a probabilidade de sucesso. Como um comprador de negócios, você precisa avaliar cada potencial aquisição por seus próprios méritos.

Ambos, tanto franquias quanto negócios independentes podem sofrer falhas, assim como podem resultar em sucesso. O principal argumento é que, se você comprar uma franquia ou um negócio independente, é importante fazer sua lição de casa e pesquisar com profundidade o negócio antes de realizar o investimento.

Em última análise, a decisão de comprar uma franquia ou uma pequena empresa pode vir a ser o resultado da sua personalidade como um empresário. Se você não não consegue se ver abandonando o controle sobre a tomada de decisões operacionais e outras atividades, uma franquia provavelmente não é o modelo de negócio certo para você.

No entanto, se você preferir a segurança, estabilidade e benefícios de participar de uma organização maior, a aquisição de uma franquia existente ou a abertura de um novo local de franquia pode representar a opção mais adequada ao seu perfil empreendedor.

Gostou deste artigo? Comente!


Comente o que achou