O que levar em conta antes de pegar um empréstimo para a sua empresa

Antes de pedir empréstimo para empresa é preciso avaliar os prós e contras e, principalmente, quanto custará ao final do processo

o-que-levar-em-conta-antes-de-pegar-um-emprestimo-para-a-sua-empresa

Crise financeira, vendas em baixa, reformas emergenciais, entre outros, podem ser motivos mais do que relevantes para que você contrate um empréstimo para sua empresa. Entretanto, são exatamente estes momentos que devem ser bem estudados para que problemas futuros sejam evitados.

Afinal, pedir o empréstimo pode ser fácil: você negocia diretamente com o gerente de seu banco e o dinheiro vai automaticamente parar na conta estabelecida. Mas e o ônus posterior, com juros altos e pagamentos em progressão? É preciso analisar pontos positivos e negativos antes de tomar qualquer decisão. Saiba quais vantagens e desvantagens antes de optar pelo empréstimo.

Riscos reais

Claro que a vontade de sair do buraco ou mesmo arrumar algo que nem estava previsto é grande. No entanto, é preciso saber que, ao pegar o primeiro empréstimo, é preciso trabalhar com a quantidade de juros que realmente serão aplicadas.

Por isso, se for inevitável recorrer ao empréstimo para sua empresa, procure formas para liquidar o valor em poucas parcelas. Geralmente, quanto menos parcelas, menores são os juros.

Entre as vantagens dessa ação, está o pagamento de Imposto de Renda a partir da dedução das despesas com juros. Além disso, cuidado para não entrar em uma bola de neve: ao precisar de mais dinheiro, pode acontecer de o banco ou instituição financeira barrar o crédito, justamente porque sua empresa tem uma dívida.

Escolher o caminho do empréstimo

Saiba quais os itens devem ser considerados na hora de optar pelo empréstimo:

Simule

A simulação é importante para que a empresa saiba como será o processo de quitação. Nesses cálculos estão presentes os juros, o prazo e os detalhes do empréstimo. Assim a empresa se organiza desde o início para quitar as novas dívidas.

Procure o empréstimo certo

A quantia de dinheiro a ser pedida deve estar de acordo com seu negócio. Quanto maior o risco de negócio, menor deve ser o valor da dívida. É preciso calcular com precisão qual o valor mensal que a empresa suporta pagar. Para tanto, se tiver dúvidas, peça ajuda profissional de um consultor financeiro.

Não peça empréstimo pessoal

Não se deve misturar as contas empresariais com a vida pessoal. Caso o empresário decida usar seu crédito pessoal para aplicar o dinheiro na empresa, ficará com o nome comprometido até que a dívida seja quitada; sem contar que o empréstimo empresarial apresenta condições de pagamento muito melhores.

Controle as finanças

Quando a empresa analisa o fluxo de caixa com frequência é mais fácil verificar a necessidade de empréstimo. Ou seja: é assim que você sabe se o empréstimo para sua empresa é realmente necessário naquele momento.

Planejamento é a chave

Para que se torne vantajoso, é preciso planejar muito bem e analisar se os ganhos provenientes dessa atividade serão maiores do que as taxas que virão.

Ainda que o empréstimo para empresa pareça o melhor caminho, é preciso pensar, avaliar prós e contras e ver o quanto realmente custará no final.

Gostou do artigo? Comente!


Comente o que achou