Aprenda como fazer benchmarking

Estude sua concorrência e saiba como se destacar no mercado.

aprenda-fazer-benchmarking.jpg

Estudar regularmente os processos, desempenho e resultados de sua empresa, ajuda a corrigir erros, otimizar processos, evitar prejuízos e ampliar sua marca no mercado. O benchmarking parte dessa premissa e se baseia na análise de processos internos e da concorrência para fortificar seus negócios.

O que é benchmarking?

Termo originado do inglês, pode ser traduzido como ponto de referência. Essa estratégia é assim chamada por conta das análises e coleta de dados realizadas a partir de departamentos, empresas e mercados modelos que possam ajudar a otimizar seus processos.
O benchmarking avalia os pontos altos de produtos, metodologias, know-how (expertise) e serviços, internos (filiais) ou externos (concorrentes), e então traça estratégias para otimizar processos, aumentar os lucros e se destacar da concorrência.

Tipos de benchmarking?

As análises e coleta de dados podem ser obtidos de diversas maneiras. Conheça os tipos de estratégias de benchmarking.

Benchmarking interno

Foca na observação de departamentos, filiais ou áreas dentro de sua empresa que possuam uma metodologia ou diferencial que pode servir de modelo para otimização de áreas necessitadas.

Benchmarking competitivo

Foca na observação de suas concorrências diretas, visando compreender seus acertos e erros, possibilitando que sua empresa possa superá-los.

Benchmarking funcional

Foca na observação de processos e organizações do mercado em geral, não se restringindo necessariamente aos concorrentes. Em verdade, empresas de outros segmentos podem ser a chave para a otimização de seus negócios, uma vez que possuem outras lógicas e preocupações que são capazes de oferecer certa novidade aos processos executados em sua empresa.

Benchmarking de cooperação

Nessa modalidade, o que há é o compartilhamento de informações entre empresas. Em geral, esse tipo de acordo acontece em parcerias, fusões ou em empresas que compartilham seu know-how como estratégia de marketing para posicionar bem sua marca no mercado.

Como fazer benchmarking?

O benchmarking é baseado num processo de observação e análise de dados, quantitativos e qualitativos. Eles permitem ter uma noção de onde há erros metodológicos e como eles podem ser corrigidos. Confira nosso fluxo sugerido para realizar tal estratégia.

Avaliar a própria empresa

É preciso compreender todos os processos, erros e acertos de sua própria empresa para, então, entender como age sua concorrência e, finalmente, decidir o que deve ser mantido e o que deve ser alterado.
Relate minuciosamente quais são as áreas existentes em sua empresa, assim como seus respectivos processos e responsáveis. Faça um levantamento com auxílio de relatórios, de quais são as áreas que estão com dificuldades para atingir os resultados esperados, bem como aquelas que superam as expectativas.

Avaliar empresas referências

Nessa etapa, o ideal é tomar como exemplo empresas que possuam metodologias e tecnologias de ponta, mas igualmente possuir empresas de menor porte. De maneira que seja possível compreender como diferentes soluções podem surgir com diferentes investimentos e estruturas.
Assim como realizado internamente, elenque minuciosamente os produtos, serviços, metodologias e estruturas da concorrência, de maneira que possa ser realizada uma comparação entre os processos internos e externos.

Definir falhas e correções

Com os levantamentos dos processos realizados em sua empresa e em todo o mercado, defina quais são os pontos fracos ou os pontos fortes que devem ser ainda mais reforçados. Defina KPI’s (Key Performance Indicator), pontos de performance cruciais para todo o processo.
Definidos os KPI’s, é o momento de traçar as estratégia e ações necessárias para a otimização dos processos.

Traçar estratégias e projeções

As estratégias e planos de ação para a otimização de seus processos, muitas das vezes, está na própria referência pesquisada. Espelhar-se em empresas modelo traz esse benefício. Contudo, tenha o cuidado para não se tornar apenas uma cópia no mercado: inspire-se, mas tenha em mente que a inovação é que vai agregar valor à sua marca.
Uma ótima maneira de estruturar cenários e traçar estratégias é o uso da planilha 5W2H, que permite descrever, de maneira objetiva, os problemas que devem ser tratados e como isso deve ser feito.

Esse artigo te ajudou? Comente e compartilhe conosco as suas dúvidas e opiniões.


Comente o que achou