Tutorial: Como editar imagens para o seu site

Saber como editar imagens é muito importante para quem deseja ter um site bonito e rápido. Veja nossas dicas para melhorar o desempenho visual do seu site.

Saber como editar imagens é muito importante para quem deseja ter um site bonito e rápido. Veja nossas dicas para melhorar o desempenho visual do seu site.

Ter imagens em seu site é imprescindível. São elas que chamam a atenção do leitor e podem contribuir para que o usuário fique mais tempo no seu site, muitas vezes em conjunto a um conteúdo de relevância. Por isso, saber como editar imagens é muito importante para qualquer produto ou serviço que sua empresa ofereça. Confira algumas dicas:

O melhor formato

O ideal é escolher um tipo de arquivo que deixe a imagem um pouco mais leve, mas sem perder a qualidade. Imagens salvas com a extensão .jpg, por exemplo, são boas opções. No entanto, estar em .jpg por si só não significa que esta estará pequena. É preciso conhecer alguns macetes básicos para que o carregamento não atrapalhe a velocidade de acesso a seu site. Para não deixar a imagem difícil de carregar e de acordo com as proporções para ser exibida em diversos dispositivos, basta conhecer alguns recursos básicos de edição.

Edições básicas

O primeiro passo é salvar as imagens selecionadas em uma pasta de fácil acesso e com os nomes relacionados ao conteúdo que deseja publicar para que nada seja perdido. Em seguida, abra o arquivo em um editor de imagens e veja quais são suas características principais: tamanho, formato, nitidez, resolução e foco.

Existem diversos tipos de editor oferecidos gratuitamente na internet e até mesmo sem que haja a necessidade da instalação de um programa novo em seu computador. Com ele, a partir de funções simples você pode recortar apenas um pedaço, incluir textos, mudar o tamanho, fazer montagens com outras figuras e até colocar bordas e enfeites. Aprender como editar imagens só requer um pouco de tentativas e uso dos recursos da maioria dos editores.

Não se esqueça de salvar cada alteração. Não gostou do resultado final? O Crtl+Z geralmente voltará a imagem ao que era, permitindo que novas tentativas sejam realizadas.

Tamanho

As imagens geralmente obedecem ao padrão de dpis ou pixels. Os dpis significam “Dots Per Inch”, que em português são “pontos por polegada” e representam o número de pontos que uma imagem pode ter a cada polegada. O pixel é a menor unidade em uma unidade digital, ou seja, os “quadradinhos” que formam uma imagem. Para vê-los, basta ampliar a foto.

Você também precisa considerar em quais dispositivos seu site irá aparecer para que as imagens possam ser exibidas corretamente em celulares, tablets, computadores e até televisores e painéis.

Além disso, o espaço para a publicação de uma imagem em seu site deve considerar o aumento das diferenças entre as larguras máximas e mínimas da tela de exibição.

Recortar

Na maioria dos editores de imagem o recorte está simbolizado por uma tesoura. Para recortar uma imagem, use a ferramenta de seleção e marque a parte que desejar. Em seguida, clique na tesoura, de modo que somente a parte selecionada apareça.

Colocar textos

A maioria dos editores oferece um procedimento simples para inserir qualquer texto: na aba inserir há um pequeno ícone com um “T”. Ao clicar neste ícone, uma caixa de diálogo deve abrir sobre a imagem.

Escreva o que for necessário, sempre respeitando a estética (tamanho e quantidade), a fonte (para que não fique discrepante ao conteúdo da imagem) e a cor (para que o texto não sobreponha ou chame muito mais atenção do que a figura).

Nitidez

A imagem deve estar nítida, sem sombras ou partes que não podem ser identificadas (a não ser que este seja o propósito). Para fazer isso sem comprometer seu peso e tamanho, regule os controles de brilho, sombra e luz.

Ajuste de cores

Até os editores mais básicos possuem recursos para o ajuste de cores de imagens. Basta localizar entre os menus as barras de edição de cores e alterá-las de acordo com o que deseja.

Como editar imagens de forma segura

Cuidado para não escolher uma imagem que possua direitos autorais. Procure sempre as que forem divulgadas em bancos gratuitos ou redes como Flickr, Freepik e Unsplash, por exemplo. Considere o investimento em uma assinatura de um banco de imagens, como o Shutterstock, para um trabalho mais profissional. Lembre-se que modificar imagens aleatórias da internet não é legal e pode até gerar processos.

Gostou das nossas dicas? Comente!


Comente o que achou